Ubaldo Balthazar é o novo reitor da UFSC

Com 54,67% dos votos, o professor Ubaldo Balthazar foi eleito novo reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e já está propondo mudanças.

Após reclamações sobre as dependências destinadas aos alunos de baixa renda o reitor afirmou que a recuperação da Moradia Estudantil faz parte das ações imediatas previstas por Balthazar, que incluem ainda reduzir as filas no Restaurante Universitário (RU) e atenção ao Hospital Universitário (HU).

Apesar do orçamento da UFSC para este ano ser de R$ 1,4 bilhão – se fosse uma cidade, seria a quarta maior do Estado –, Balthazar ressaltou que 80% desse total vão para pagamento de pessoal e custeio e 10% são contingenciados. Ou seja, sobra muito pouco para investir. Para viabilizar as melhorias planejadas, ele conta com o que chama de “vontade política”.

A expectativa de Balthazar é tomar posse em maio, após os trâmites no Ministério da Educação (MEC). Embora seja tratado como uma eleição, o processo que o consagrou com (em percentuais corrigidos) 56,2% dos votos é uma consulta à comunidade universitária, composta por professores, servidores e alunos. Para que ele possa assumir o cargo, há um protocolo a ser seguido. O resultado homologado da apuração é encaminhado ao Conselho Universitário (CUn), que monta uma comissão eleitoral para elaborar a lista tríplice a ser encaminhada ao MEC – encabeçada pelo seu nome por ter sido o mais votado. A praxe é o governo federal aprovar.

AÇÕES PREVISTAS NO PLANO DE GESTÃO

Algumas medidas propostas por Ubaldo Balthazar nas áreas em que planeja ações imediatas como reitor:

MORADIA ESTUDANTIL

* Manter a coleta seletiva de resíduos na Moradia Estudantil

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

* Fiscalizar o contrato com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH, gestora do HU), com previsão de contratação de 255 empregados neste ano e reabertura de 72 leitos até julho

* Manter o HU 100% público, gratuito e em conformidade com as políticas do SUS

* Angariar, junto à EBSERH, à bancada federal catarinense, ao MEC e ao Ministério do Planejamento, aporte financeiro para viabilizar a construção do bloco onde será instalada a unidade de hospital-dia, ampliação do centro cirúrgico e unidade cirúrgica

RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO

* Viabilizar a ampliação para 500 novas vagas, com a utilização da cozinha desativada como salão para refeições

* Buscar recursos para ampliação da cozinha industrial

* Realizar estudo de melhoria no sistema de climatização e buscar recursos para realizá-la

ESTADO DA MORADIA ESTUDANTIL: 

Compartilhe com seus amigos!